Dia da Consciência Negra Inserção do Negro na Sociedade

Dia da Consciência Negra 20 de novembro. A inserção do negro na sociedade é um tema que gera muito assunto, pois algumas pessoas aceitam e outras não, e muitas das vezes a maioria da não aceitação parte do próprio negro.
Um dia criado para poder lembrar e comemorar a inserção do Negro, este que sofreu e ainda sofre preconceito por conta de sua cor de pele. A data foi criada por volta de 1970, foi escolhida de acordo com a data da morte do Zumbi dos Palmares, a data era pra promover a resistência do Negro contra a Escravidão de diferentes formas.

Mas foi em 2003 que a data foi oficializada com a lei: 12.519, de 10 de novembro de 2011, o feriado foi decretado em mil Cidades do Brasil, e ainda nos Estados: Alagoas, Amazonas, Amapá, Mato Grosso e Rio de Janeiro, estes o feriado abrange em todo o Estado. Já os Estados e Cidades que preferiram não aderir o feriado como data oficial cabem a cada Prefeito julgar e se vai dar o feriado ou não.
Para a comemoração do feriado, existem palestras, eventos e desenvolvimentos educacionais, o objetivo é priorizar principalmente as crianças, estas que vão estar sendo preparadas para o mundo, evitando se sentirem inferiores e livres de preconceitos. Além de incentivar a busca da cultura negra.

São muitos os assuntos que são debatidos em relação a esta data, pois a inserção do Negro na sociedade gera mitos e verdades, e assim a reflexão deve ser feita, pois nem todos aceitam a inserção que é oferecida  como benéfica, pois existem alguns programas que priorizam a entrada do Negro no mercado de trabalho, direito a uma porcentagem a Universidade para o Negro, dentre muitos outros programas sociais, mas será que o preconceito já não começa aí? Por que Cotas? O que querem mostrar com isso? Esta é a pergunta, pois se todos são iguais, porque a ajuda de cotas para inserir os negros na sociedades?
Isso já soa discriminatório, não precisamos disso. Seria mesmo necessário usar destes recursos para dizer que o Negro ganhou espaço na sociedade, ou somente o respeito e a aceitação de que não existe diferenças já não bastariam?

Será que há descriminação por parte da política para poder gerar estas leis? Então, são muitos os assuntos a serem discutidos, o que resta é comemorar e agradecer, pois é uma geração de muito sofrimento e que esta se destacando cada vez mais em qualquer profissão ou escolha de vida.
Este é um dia criado para refletir sobre a posição que o Negro ocupou e ocupa na sociedade, podendo sempre melhorar cada dia mais.O dia dos negros é diário, com lutas, conquistas e grandes historias que milhares de pessoas nem as conhecem.

Cabe a nós mostrarmos para as gerações futuras que podemos ter tudo que almejamos, lembro destas singelas palavras ditas pelo meu tio avô que, sempre contava para nós lindas histórias contadas pela então sua vó. Contos, cantigas e até mesmo a origem dos seus nomes e sobrenomes dados pelos donos de terras pelos quais nossos ancestrais trabalharam.

Sempre fui muito curiosa e uma era sobre o nome da minha avó, e foi o irmão dela meu querido tio avô que nos contou essas e outras histórias, quando crianças, todas ricas em detalhes, sofrimento, solidão mas com sonhos a serem conquistados e cobrados a gerações posteriores. Hoje eu relato as mesmas para meus filhos, e digo que foram contadas pelo seu tio bisavô, nascido em meados 1910, e hoje com seus cabelos brancos sente orgulho de tudo que conquistou, principalmente sua família e respeito.
Me sinto privilegiada por tê-lo conosco para nos mostrar que podemos ser o que queremos ser SEMPRE!!!